Ads Top

Maxixe é Remoso?

Maxixe

Pode ser difícil imaginar que o maxixe é remoso, uma vez que este parente do pepino serve como fonte de nutrientes importantes para o organismo como fibras, zinco, cálcio, ferro, fósforo, magnésio, vitaminas do complexo B e vitamina C.

Entretanto, será que não existe alguma possibilidade de que o alimento represente algum problema para a saúde, mesmo que seja tão nutritivo? É justamente o que vamos investigar mais abaixo.

Depois que tirar as suas dúvidas a respeito disso, permaneça por aqui e aprenda também se o suco de maxixe emagrece e confira o que são e uma lista de alimentos remosos que podem precisar ser evitados por certas pessoas.

Mais sobre o maxixe

O maxixe (Cucumis anguria) é um vegetal que foi introduzido em nosso país no período do Brasil colônia. O alimento apresenta um formato ovalado e possui falsos espinhos na sua pele, enquanto o seu interior é composto por sementes pequenas e brancas.

Dono de um sabor suave e de um aspecto crocante parecido com o vegetal pepino quando consumido cru, o maxixe é pobre em calorias: são apenas 14 encontradas em cada porção de 100 gramas. A ingestão do alimento deve ocorrer enquanto o mesmo ainda se encontra verde, pois quando maduro, ele se torna fibroso e amargo.

O vegetal costuma ser preparado refogado ou cozido e pode aparecer sozinho ou na companhia de alimentos como carnes, abóbora, quiabo e feijão. A versão crua do maxixe pode ser encontrada na forma de salada, receita em que os seus frutos são raspados, removendo uma casca fina.

Antes de seguirmos em frente: o que são alimentos remosos?

Essa é uma definição importante para termos em mente quando queremos descobrir se o maxixe é remoso ou não.

De acordo com o dicionário, a expressão remoso significa “capaz de prejudicar a saúde, que faz mal à saúde, especialmente ao sangue […]”. O termo ainda pode sofrer uma pequena variação e ser chamado de reimoso.

O termo reimoso não se trata de uma classificação científica, mas é uma expressão antiga, associada à sabedoria popular, que também pode definir os alimentos que podem provocar inflamação na pele, em decorrência de uma reação alérgica.

Chama-se popularmente de reima algo que pode ser considerado um alergênico e que causa reações como coceira, diarreia e intoxicações mais sérias em algumas pessoas.

Os alimentos remosos ou reimosos também são conhecidos pela alcunha de “alimentos carregados” e costumam apresentar quantidades elevadas de proteína e gordura animal.

Os alimentos remosos ou reimosos também podem interferir no processo de cicatrização. Não existem evidências científicas, porém, que os alimentos remosos ou reimosos prejudicam a cicatrização.

A cicatrização não está propriamente relacionada ao tipo de alimento que o paciente come, mas a um conjunto de cuidados junto à alimentação, como o repouso recomendado, medicamentos prescritos e características do próprio organismo.

E então, será que o maxixe é remoso?

O maxixe é um dos alimentos que apresentam boas quantidades de zinco, fator que descaracterizaria o vegetal como remoso pelo menos em relação ao prejuízo ao processo de cicatrização.

Isso porque uma das funções do zinco consiste em exercer um papel no processo de cicatrização de feridas.

O nutriente auxilia as feridas a fecharem rapidamente, uma vez que atua nos fibroblastos, que são células localizadas no tecido conjuntivo, aquele que forma a chamada segunda camada da pele.

Vale a pena registrar que é na versão crua do maxixe, que pode aparecer nas saladas, que o mineral zinco é melhor preservado.

Além de contribuir com a cicatrização de feridas, o nutriente é necessário para o funcionamento apropriado do sistema imunológico, ao mesmo tempo em que atua na divisão celular, no crescimento celular e na decomposição de carboidratos.

Mas não é apenas isso – precisamos do zinco para os sentidos do olfato e do paladar, ele reforça a ação do hormônio insulina e durante a gestação e a infância, o corpo humano requer o mineral para o seu crescimento e desenvolvimento apropriado.

A vitamina C

Como vimos mais acima, o maxixe também é um alimento que serve como fonte de vitamina C. Mas o que será que isso tem a ver se estamos analisando se o maxixe é remoso ou não?

É que a vitamina C também é um nutriente utilizado pelo organismo na cicatrização de feridas e na formação do tecido cicatricial.

Esta vitamina também é classificada como um antioxidante, é importante para o tecido conjuntivo, atua na formação de uma proteína empregada na construção da pele, dos tendões, dos ligamentos e dos vasos sanguíneos, contribui com a absorção de ferro por parte do organismo e trabalha na reparação e na manutenção de ossos, dentes e cartilagens. Aproveite e conheça outros alimentos que são fonte de vitamina C.

Por outro lado

O maxixe não é indicado para bebês com menos de seis meses e para as pessoas diagnosticadas com doenças intestinais como a diverticulite.

Na versão crua, o alimento requer cuidado por parte das pessoas que sofrem com problemas para mastigar ou deglutir (engolir) porque o vegetal possui uma consistência dura. Outra opção para esses indivíduos é consumir o maxixe na sua versão cozida.

Entretanto, para qualquer pessoa, vale deixar a recomendação de não consumir quantidades excessivas do vegetal, já que o exagero de qualquer coisa pode fazer mal ao organismo. A ingestão em excesso de todo tipo de alimento pode provocar reações adversas como cólica, gases e diarreia.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que maxixe é remoso? Consome com frequência este vegetal em salados ou cozidos? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.